São Paulo (cidade) Últimas Viagens

Grátis e online, festival ‘É Tudo Verdade’ 2021 divulga programação de documentários

Quem diria que, um ano depois de ter sua edição presencial cancelada, o “É Tudo Verdade”, o mais importante festival brasileiro de documentários, seria (mais uma vez) online.

Nesta terça-feira, 23 de março, Amir Labaki, diretor-fundador do ”É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários”, divulgou para a imprensa a programação da 26ª edição do festival.

Desta vez, o festival acontece entre os dias 8 e 18 de abril, em plataformas como Itaú Cultural, Sesc em Casa, Spcine Play, Looke e no YouTube do “É Tudo Verdade”, cuja 26ª edição será, como no ano passado, online e grátis.

“O documentário não foi freado nem mesmo pela pior pandemia do último século”, analisa Amir Labaki.

A abertura do festival será no Looke com a bela animação “Fuga” (Jonas Poher Rasmussen), disponível para dois mil visionamentos. A mesma plataforma fecha o festival com o longa brasileiro “A Última Floresta” (Luiz Bolognesi), sobre um xamã de uma tribo Yanomami isolada que tenta manter vivos os espíritos e as tradições da floresta, em meio a chegada de garimpeiros.

Com patrocínio do Itaú e parceria do SESC-SP, o “É Tudo Verdade 2021” terá 69 títulos de 23 países, em sessões diárias.

VEJA TAMBÉM: “Filmes, séries e documentários de viagem para ver no streaming”

Homenagens no festival “É Tudo Verdade”

A programação paralela aos filmes em competição trará também eventos especiais como a homenagem aos 90 anos de Ruy Guerra, que conduzirá master classe no SESC 24 de Maio, no dia 13 de abril, às 11h, e mostra de filmes ao longo do festival.

O ciclo “Caetano.doc” é outro destaque do evento, com documentários que traçam um panorama da vida e da obra do cantor e compositor baiano, cujas sessões acontecerão na plataforma Spcine Play, Canal Brasil e Looke.

Caetano Veloso será homenageado em títulos como “Uma Noite em 67” e “Narciso em Férias” (Renato Terra e Ricardo Calil), “Doces Bárbaros” (Jom Tob Azulay) e “O Sol – Caminhando contra o Vento” (Tetê Moraes e Martha Alencar), entre outros títulos dedicados ao músico.

Filmes em competição (longas e médias-metragens brasileiros
Serão sete longas nacionais, em sessões diárias nos links no site do festival.

Entre os títulos, destaques para “Alvorada” (Anna Muylaert e Lô Politi), sobre o cotidiano de Dilma Rousseff durante seu processo de impeachment; “Dois Tempos” (Pablo Francischelli), sobre o encontro, 35 anos depois, entre o violonista argentino Lucio Yanel e seu pupilo brasileiro Yamandu Costa, que refazem em uma viagem ao interior do Rio Grande do Sul.

foto: Wikimedia Commons

A programação terá também títulos como “Máquina do Desejo – Os 60 Anos do Teatro Oficina”(Lucas Weglinski e Joaquim Castro) e “Zimba” (Joel Pizzini), sobre a trajetória artística do ator e diretor Zbigniew Ziembinski.

O festival segue sua programação internacional com doze longas e médias-metragens, em sessões diárias. VEJA PROGRAMAÇÃO COMPLETA

CONFIRA WEB STORIES

Deixe um comentário

Veja programação do Festival ‘É Tudo Verdade’ 2021 Livros para quem gosta de viajar Onde ver os filmes indicados ao Oscar Filmes para viajar no streaming