Maior estrada da Argentina, Rota 40 tem atrativos imperdíveis

Na Argentina tem estrada que, por si só, já vale como atrativo. Maior rodovia do país, a Rota 40 tem 5.224 km de extensão e é uma das mais cênicas do mundo.

Construída a partir de 1935, essa estrada é um produto criado pela Secretaria de Turismo argentina para promover o trecho oeste do país e já teve seu trajeto modificado diversas vezes para incluir pontos turísticos de interesse internacional, como El Calafate e seu glacial Perito Moreno.

ruta 40_Javier González-flickr
foto: Javier González/Flickr

Atualmente, esta estrada entre o sul da Argentina e a fronteira com a Bolívia, cruza 11 províncias de três grandes regiões do país: o norte da Argentina, conhecido pelo cenário árido e pela forte influência indígena; a região de Cuyo, onde se localizam destinos famosos pela produção de vinhos como Mendoza e San Juan; e a Patagônia, uma sequência de experiências que dispensam explicações.

Da região da Puna de Jujuy ao extremo sul da Argentina, em Cabo Vírgenes (km 0 da estrada), a Ruta 40 cruza 236 pontes, 13 lagos e salares, dá acesso a 20 parques nacionais e reservas preservadas, atravessa 19 rios e tem conexão com 27 fronteiras das cordilheiras dos Andes.

LEIA TAMBÉM: “Argentina reduz exigências para entrada de brasileiros”

CONFIRA DETALHES NO LINK

Como seu percurso é maior que a distância entre Madri e Moscou, por exemplo, viajantes costumam escolher um determinado trecho para conhecer a estrada, que tem trechos asfaltados e de cascalho.

Devido às baixas temperaturas em alguns trechos, a melhor época para viajar vai de dezembro a março.

LEIA TAMBÉM: “Cinco motivos para viajar pela Carretera Austral, na Patagônia chilena”

VEJA ATRAÇÕES DA RUTA 40

  • 1rd_Jen Morgan_Flickr
  • ruta 40_Javier González-flickr
  • 1rd_Abra del Acay
  • Faro en Cabo Virgenes

VEJA TAMBÉM: “Patagônia argentina ou chilena? Saiba quais são as diferenças e programe-se”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*