Brasileiros preferem férias de baixo custo: veja pesquisa

Não é nenhuma novidade que a pandemia trouxe novos hábitos para a população mundial. E as férias são um deles.

De acordo com pesquisa da TIM realizada com cerca de 46 mil pessoas em todo o país, a crise sanitária pode ter afetado o modo como os brasileiros pretendem viajar durante as férias.

Ao serem questionados sobre a programação para o período, via plataforma TIM Ads, as três atividades mais citadas foram ficar em casa (17%), visitar amigos e família (16%) e passeios na natureza, como praias e cachoeiras (13%).

person putting coin in a piggy bank
foto: maitree rimthong/Pexels.com

LEIA TAMBÉM: “Atrações de São Paulo para conhecer de metrô e de trem”

Quando perguntados sobre o impacto da pandemia nos gastos de férias, a maioria dos entrevistados (36%) apontou diminuição de renda.

Neste item, por exemplo, os participantes da pesquisa (29%) devem gastar menos de R$ 500 em suas próximas férias, seguidos dos que desembolsarão entre R$ 500 e R$ 1.000 (17%).

14% dos entrevistados responderam que pretendem investir entre R$ 1.000 e R$ 2.000 (14%), que empatou com os gastos entre R$ 2.000 e R$ 5.000. Apenas 10% disseram que pretendem gastar mais de R$ 5 mil.

pencil on white smartcase near eyeglasses
foto: Pixabay/Pexels.com

VEJA TAMBÉM: “O que fazer na Represa de Guarapiranga, em São Paulo”

Ainda de acordo com a pesquisa, os passatempos que geram mais gastos são: viajar no Brasil (10%), ir a cinemas, bares e shows (10%), viajar para fora do país (7%) e passeios culturais ou gastronômicos (7%).

Curiosamente, das 46.138 pessoas que participaram da enquete, somente 8% afirmaram que ainda não se sentem seguros para sair de casa.

Confira pesquisa na web story abaixo ou no link

LEIA TAMBÉM: “Fernando de Noronha para mãos de vaca: dicas para economizar”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*