Carnaval em São Paulo sem perrengues: dicas de segurança

O Carnaval 2024, em São Paulo, promete ser histórico. Pelo menos é o que dizem os números.

De acordo com a Prefeitura de São Paulo, a edição deste ano terá 579 blocos em todas as regiões das Subprefeituras.

De acordo com dados internos divulgados pelo Google Brasil, a que o Viagem em Pauta teve acesso, o Carnaval foi o feriado que registrou maior crescimento em suas plataformas de busca, com 32% mais pesquisas na comparação ao mesmo período de 2022.

Os números são animadores, mas a grande concentração de pessoas nas ruas exigem atenção dos foliões, sobretudo no que se refere à segurança pessoal, golpes e furto de objetos.

multicolored accessories
Photo by Pixabay on Pexels.com

DICAS DE SEGURANÇA NO CARNAVAL EM SÃO PAULO

Planeje sua rota
Antes de sair para brincar o Carnaval, pesquise o trajeto do bloco que você pretende acompanhar e o melhor meio de transporte para chegar. Na medida do possível, evite ir de carro, devido ao trânsito carregado e vias interditadas.

Opte por blocos em locais com policiamento ostensivo e vá sempre acompanhado com um grupo de amigos ou familiares. Procure também deixar combiando um ponto de encontro, caso se separem por algum momento.

Celular, cartões e documentos
Procure levar o essencial, sempre separado seus pertences em diferentes bolsos ou compartimentos, como doleiras ou pochetes.

Evite levar cartões de crédito (exceto os modelos virtuais para compras online) e, se for usar os de débito, programe limites baixos ou pré-pagos. Não esqueça também de anotar números de telefone das operadoras de cartão e telefonia para bloqueio, em caso de perda ou roubo.

No caso de celular, use um aplicativo de rastreamento e bloqueio, e ative a autenticação de dois fatores para seus aplicativos importantes. Outra dica é desativar as notificações de aplicativos bancários e de redes sociais enquanto estiver curtindo o Carnaval.

Entre os golpes mais comuns estão o da máquina adulterada, que captura a senha do cliente ou clona o cartão, e o desvio de atenção, em que o golpista inicia uma conversa ou oferece ajuda para distrair o cliente.

Para evitar a famosa troca de cartão, quando o comerciante oferece ajuda para colocar o cartão na máquina (que, em hipótese alguma, deve ter a tela quebrada, dificultando assim a visualização do valor da compra), insira você mesmo seu cartão, seja com pagamento por aproximação ou com senha.

Outra dica é personalizar seu cartão, usando adesivos de fácil identificação, sem cobrir, claro, partes importantes para a transação, como chip ou tarja magnética.

Em outros casos, o golpista informa que a transação não foi realizada e pede para tentar novamente. Na segunda tentativa, o falso comerciante debita um valor maior do que o original ou então passa um QR Code falso para pagamento via Pix, adulterando assim o valor da compra.

Na medida do possível, evite digitar sua senha na frente de outras pessoas, cobrindo então a tecla e os números digitados. Cancele a compra caso sua senha apareça na tela da maquininha.

Desconfie também de promoções ou preços muito baixos, oferecidos por supostos comerciantes.

foto: Carnaval Viva a Rua/Divulgação

LEIA TAMBÉM: “Apenas 22% dos brasileiros buscam agências ao planejar viagem”

Roupas
O momento é de diversão e conforto, por isso, use roupas leves e confortáveis para evitar calor em excesso ou perda de movimentos. Para se proteger do sol, não esqueça protetor solar, chapéu e óculos de sol.

Hidrate-se regularmente
Leve garrafinha de água para que possa beber sempre que precisar. Aliás, não espere a sede chegar e hidrate-se durante todo o trajeto.

Beba com moderação
O álcool diminui seus reflexos e aumenta o risco de acidentes, além de baixar seu nível de atenção, o que facilita furtos de objetos ou golpes. Evite também aceitar bebidas de estranhos, que podem estar adulteradas e facilitam golpes como o famoso ‘Boa Noite, Cinderela’.

Carnaval com crianças
Quem vai com os pequenos, a atenção deve ser redobrada.

Dê preferência a blocos com temática infantil, com trajetos mais curtos, seguros e que não sejam muito barulhentos.

As crianças devem usar roupas leves e confortáveis, que permitam que elas se movimentem livremente.

Coloque um crachá de identificação na criança onde conste informações como nome, telefone e endereço. Além disso, ensine a criança a pedir ajuda se se perder.

Fique atento a pessoas estranhas que possam tentar se aproximar da criança e não deixe que ela coma ou beba nada que não tenha sido oferecido por seus acompanhantes.

Seja qual for o local, fique atento às crianças e não as deixe sozinhas, em hipótese alguma.

Tenha um plano de emergência para que o pequenos possam ser retirados do local com segurança e, na medida do possível, combine com alguém de confiança que possa ajudá-lo em caso de necessidade.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*