Restrito ao mercado estadunidense desde seu lançamento, em 2011, o Google Hotel Finder agora está disponível no Brasil com interface em português e pesquisas para hotéis brasileiros e no mundo.

A ferramenta ajuda viajantes na busca de hotéis a partir de uma localização determinada, datas, valores de diárias e melhores avaliações.

Promoções, pontos de interesses e busca por voos (ainda não disponível para voos saídos do Brasil) são algumas das facilidades oferecidas também no Google Hotel Finder.

O Viagem em Pauta fez uma pesquisa simulando uma busca para hotéis em Buenos Aires, um dos destinos internacionais mais procurados entre viajantes brasileiros. O resultado você encontra a seguir:

1) Hotéis encontrados
A ferramenta encontrou 756 estabelecimentos na capital argentina com tarifas que começavam em US$ 11, um 3 estrelas no bairro do Retiro, e alcançavam estratosféricos US$ 1732, no imponente InterContinental.

ponto forte: Variedade de opções com categorias de hotéis para todos os bolsos
ponto fraco: Os valores das diárias incluem tarifas cheias e podem não contemplar eventuais promoções. Pesquisamos, por exemplo, uma diária no hotel 4 estrelas Galerias para duas pessoas com entrada no dia 19 de novembro. No Google Hotel Finder, a tarifa era de US$ 462. Já o site do hotel, cujas tarifas começam em US$ 112,80, não é possível confirmar nesta data.

2) Tarifas e imagens

ponto forte: Pesquisa bem ampla com boa variedade de hotéis
ponto fraco: Nem sempre tarifas ou imagens dos estabelecimentos estão disponíveis, o que ainda deixa a pesquisa incompleta e faz com que o viajante tenha que buscar informações no próprio site de cada hotel.

3) Ferramentas
A pesquisa pode ser refinada com uma busca por valores, categoria de hotel, estabelecimentos de rede, avaliação de usuários, serviços extras oferecidos e localização.


ponto forte: O mapa da localização do hotel e os comentários de hóspedes que estiveram no local dão uma mão extra na hora de fazer a escolha.
ponto fraco: Os comentários vêm no idioma original em que foram postados, o que pode ser um dificultador para quem não domina outros idiomas. Bom… mas nada que outra ferramenta do Google não possa dar uma ajudinha: o Google Translate

4) O Google não tem nada a esconder


Diferente de outros sites de busca de hotéis por tarifas, a ferramenta coloca à disposição TODOS os contatos do hotel, inclusive site e número de telefone, o que facilita na hora de fazer uma possível comparação com o site oficial do estabelecimento.

5) Na hora do vamos ver…
O Google Hotel Finder não faz reservas, de modo que o internauta é redirecionado para sites especializados na hora de concluir a reserva.

ponto forte: Os preços das tarifas são separados por abas, de acordo com os valores cobrados nos sites de reservas. Por exemplo, o hotel de US$ 11 citado, anteriormente, poderia ser encontrado por este valor no Hotels.com e US$ 41 + taxas, no Booking.com
ponto fraco: Pequenas variações podem ocorrer por conta da inclusão de taxas de reserva cobradas pelos sites.

6) Nossa opinião final
De um modo geral, consideramos a ferramenta um excelente ponto de partida para a organização de uma viagem com boa variedade de estabelecimentos e tarifas, mas as pesquisas ainda apresentam falhas que podem confundir o internauta como tarifas que nem sempre correspondem ao preço final ou estabelecimentos sem a indicação da tarifa. No caso da nossa pesquisa, encontramos mais de 200 hotéis sem a especificação do valor da diária e, consequentemente, sem a possibilidade de fazer reserva.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*