Bombeiro faz instrumentos com escombros do Museu Nacional

DOCUMENTÁRIO

foto: Clara Angeleas/MinC

Cerca de 85% do acervo com 20 milhões de itens foram perdidos no maior incêndio museológico do Brasil, em 2 de setembro de 2018.

imagem: Reprodução

Mas no Museu Nacional, no Rio de Janeiro, os destroços viraram arte.

Museu Nacional/Reprodução

O bombeiro e luthier Davi Lopes construiu instrumentos musicais a partir de madeiras encontradas no incêndio, como móveis e vigas queimadas.

foto: Divulgação

Já foram produzidos cinco instrumentos com pedaços do museu: dois violões, um bandolim, um cavaquinho e um violino.

foto: Divulgação

É como se sentir parte do processo da natureza, que é de renovação”

Davi Lopes - bombeiro

foto: Divulgação

Após a finalização das peças, os instrumentos ganharam padrinhos famosos como Gilberto Gil, Paulinho da Viola e Paulinho Moska.

foto: Divulgação

“De uma certa forma, o museu está representado aqui”

foto: Divulgação

Paulinho da Viola - músico

O mais antigo museu do Brasil, fundado em 1818 no Rio de Janeiro, é tema do documentário ‘Fênix: o voo de Davi’,  produção do Globoplay em parceria com a GloboNews.

foto: Agência Brasil

A história do luthier, profissional especializado na construção e reparo de instrumentos de cordas, poderá ser vista na plataforma de streaming a partir do dia 2 de setembro.

foto: Divulgação

O documentário mostra o processo de busca do material em meio aos destroços, o trabalho de luthieria e a finalização dos instrumentos.

foto: Divulgação