Conheça a China que fala português

Fachadas antigas com azulejos brancos e azuis, becos estreitos que cortam ruas do centro histórico e placas que carregam nomes em português...

Nem parece que estamos do outro lado do mundo.

Antiga colônia portuguesa e uma curiosa mistura de Ocidente com Oriente, Macau é uma Região Administrativa Especial da China, desde 1999.

Em Macau, a comida chinesa ganha concorrentes como o pastel de nata português e igrejas católicas dividem o mesmo endereço com templos budistas.

Dizem até que Luís de Camões teria escrito poemas em Macau, durante sua estadia por lá, em 1557.

Macau é considerada a ‘Las Vegas da Ásia’ e o principal destino de jogos de azar do Oriente. O destino abriga 41 cassinos, cujas apostas e faturamento já superaram os de Las Vegas.

Desde 2005, o Centro Histórico de Macau é Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, cujo destaque são as Ruínas de S. Paulo, do início do século 17.

O animismo, taoismo e budismo são as crenças religiosas que dão os tons nos belos templos de Macau.  É só entrar no primeiro para querer visitar todos os outros.

Os anos de presença portuguesa em Macau deixaram marcas não só na língua e na arquitetura como também na gastronomia, como os clássicos pastéis de nata.

"Conheça a China que fala português" texto e fotos: Eduardo Vessoni