Gelo da Groenlândia tem perda considerável em 25 anos

Vlad Sokhin/Unicef

2021 ficou marcado como o período mais crítico para o clima na Groenlândia, região autônoma da Dinamarca, no Polo Norte.

foto: Unsplash

De acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), até agosto do ano passado, a perda da camada de gelo na maior ilha do mundo foi de 166 bilhões de toneladas de massa.

foto: Unsplash

O relatório da OMM (Organização Meteorológica Mundial) revela que a onda de calor registrada no final de julho do ano passado teria causado perda considerável de gelo na região, quando o derretimento foi maior do que o acumulado no inverno anterior.

foto: Unsplash

Entre as mudanças incomuns, a agência destaca o rápido retrocesso da geleira Ilulissat (Sermeq Kujalleq) e a chuva inédita em uma estação a 3.200 metros de altitude.

Greenland Travel

Ainda segundo a ONU, a chegada tardia do período de derretimento se deveu a uma temporada de verão no Hemisfério Norte marcada pelo frio e pela umidade,

foto: Unsplash

... causando, em junho de 2021, nevascas excepcionalmente fortes e prolongadas, provavelmente, por conta das condições climáticas no Canadá e nos Estados Unidos.

foto: Unsplash

Com mais de 80% de seu território coberto por gelo, a Groenlândia tem temperatura média anual de -7.5°C, um dos lugares habitados mais frios do planeta.

Eduardo Vessoni

Porém, no final do ano passado, quando a média no inverno é de -5.3 °C, a capital Nuuk marcou 13 ºC .

foto: Unsplash

CONHEÇA A GROENLÂNDIA

foto: Unsplash

ÁRTICO OU ANTÁRTICA?

Eduardo Vessoni

+ web stories

Eduardo Vessoni