Recuperação do setor aéreo no Brasil

Longe de ver o fim dos estragos causados pelo coronavírus, companhias aéreas do Brasil já contam com procura igual ou maior do que antes da pandemia.

Companhias aéreas

De acordo com a Embratur, a expectativa é de que as operações domésticas se equiparem as de 2019, ainda no 1º semestre de 2021.

A empresa já opera com 85% da sua capacidade, algo em torno de 800 voos diários, segundo a Embratur.

AZUL

As empresas registraram um aumento de 53,2% e 48,3%, respectivamente, com relação ao ano anterior.

Gol e Latam

Segundo o FlightRadar24, o Brasil foi líder da recuperação da aviação no Ocidente.

Aeroportos do Brasil tiveram maior demanda do que no mesmo período de 2019. No feriado de 12/10, o Aeroporto do Recife operava com 100% da capacidade.

foto: Paula Cristina/Flick-Creative Commons

Em janeiro de 2021, o Aeroporto de Confins (MG) opera voos para 37 destinos, cerca de 80% da capacidade pré-pandemia.

- Carlos Brito, presidente da Embratur

Estamos trabalhando para garantir que o trade do turismo consiga se recuperar, o que ocorrerá primeiro com as viagens domésticas.”

edição: Eduardo Vessoni fonte: Embratur