Dicas e atrativos de Peruíbe, no litoral sul de São Paulo

Portal da Jureia, Peruíbe fica na microrregião de Itanhaém, na Região Metropolitana da Baixada Santista, e não decepciona na variedade de praias, sejam urbanas ou mais isoladas.

Mas quem chega a esse destino a 128 km da capital paulista, encontra opções que vão além do calçadão à beira-mar.

O cardápio de atrações da Terra da Eterna Juventude, como a cidade é conhecida, é tão variado quanto à biodiversidade dessa região de Mata Atlântica preservada, onde dá para fazer trilhas, praticar caiaque em área de mangue no tranquilo Rio Guaraú e até realizar tratamento de lama negra medicinal.

Vista da Trilha do Imperador, na Estação Ecológica Juréia-Itatins, em Peruíbe (foto: Alessandro A.A. Pinto/Wikimedia Commons)

Por ali é tudo tão diferente que, há mais de uma década, o destino abriga o Encontro Ufológico, organizado pela revista UFO.

De acordo com a prefeitura local, Peruíbe é uma das cidades do Brasil com maior número de registros de atividade extraterrestre e a Estação Ecológica Jureia-Itatins é endereço de cerca de 40% dos relatos de avistamentos de OVNIs em todo o estado.

COMO CHEGAR EM PERUÍBE

De carro
Peruíbe tem acesso pelas rodovias Imigrantes – SP 160 (pedágio no km 32 – R$ 28) e Anchieta – SP 150 (km 31 – R$ 28). www.ecovias.com.br

De ônibus
A partir de São Paulo, a viagem dura cerca de 2h30 e é realizada pela Viação Breda.

De avião
Itanhaém, a 32 km dali, abriga o aeroporto mais próximo, que até 31 de janeiro de 2021 receberá voos da Azul Conecta. SAIBA MAIS

LEIA TAMBÉM: “Paraty, Ubatuba e Itanhaém terão voos a partir de São Paulo”

CORONAVÍRUS

Antes de pegar a estrada, confira as atualizações sobre medidas sanitárias no litoral paulista, sobretudo na Baixada Santista, uma das regiões mais afetadas pela segunda onda de Covid. Atrativos também podem estar fechados ou com horários especiais de funcionamento.

Nos finais de semana, barreiras sanitárias estão sendo adotadas na entrada de cidades litorâneas de São Paulo, a fim de evitar a entrada de ônibus de turismo e vans.

imagem: Pixabay/Google Imagens

Desde o dia 30 de novembro, Peruíbe está na fase amarela da quarentena, o que significa que o consumo em bares e restaurantes está limitado a 40% da capacidade do estabelecimento e consumo até as 22h; e as praias liberadas para caminhadas e atividades físicas sem aglomerações

Até o fechamento deste guia, em 2 de dezembro, Peruíbe registrava 1.655 casos confirmados e 46 óbitos.

Procurada por telefone e email, a Secretaria de Turismo de Peruíbe não retornou as solicitações de informações do Viagem em Pauta.

 

PRAIAS DE PERUÍBE

Urbanas
O Centro da cidade tem 13 km de praias interligadas, cujos nomes mudam de acordo com seus respectivos bairros, como Belmira Novaes e Stella Maris.

Próximo à região central fica a Praia do Canto ou também Praia do Costão, conhecida pelo costão rochoso da Serra dos Itatins e com acesso à Prainha, considerada uma das mais belas da região, e à Praia do Índio, de difícil acesso e esforço físico elevado.

Guaraú
No Parque Estadual do Itinguçu (Núcleo Arpoador), a 7 km do Centro, essa extensa praia de quase 2 km tem acesso à foz do Guaraú, onde é possível fazer passeios de barcos, rio adentro.

Praia do Guaraú (foto: Edu Alpendre/Flickr-Creative Commons)

Prainha
Com pouco mais de 300 metros de extensão, essa faixa de areia tem uma das vistas panorâmicas mais bonitas do destino, entre as praias do Costão e Guaraú. O local é conhecido também pelo misterioso Castelo do Alemão, construção abandonada em estilo medieval, cercado por lendas e relatos de assombações.

Caramborê
Com cerca de 543 metros, é uma das praias mais desertas de Peruíbe, na Estação Ecológica Juréia-Itatins. O local é um dos atrativos da bela Trilha do Imperador, caminhada de 32 km com início no bairro Guaraú, onde é possível visitar postes do antigo telégrafo da região.

Barra do Una
A 20 km do Centro de Peruíbe, aproximadamente, essa faixa de areia no limite da Estação Ecológica Juréia-Itatins tem areia branca e águas claras com ondas fortes que atraem surfistas. Essa vila de pescadores é conhecida pelo turismo náutico, pesca e até observação de OVNIs.

ÁREAS PRESERVADAS DE PERUÍBE

Estação Ecológica de Jureia-Itatins
Esse atrativo natural preservado fica em quatro cidades do Vale do Rio Ribeira (Iguape, Peruíbe, Miracatu e Itariri).

Entre Guaraú e Una, o local abriga atrativos como a Cachoeira do Paraíso, uma queda em declive que forma um poço de águas cristalinas para banho, a 25 km do centro.

A Estação Ecológica conta também com trilhas, como a do Imperador (32 km e dificuldade média) e a das Mudanças Climáticas (550 metros e de fácil acesso).

Rio Guaraú, na Estação Ecológica Juréia-Itatins, em Peruíbe (foto: Renato Augusto Martins/Wikimedia Commons)

Parque Estadual da Serra do Mar
Um dos destaques é o Poço Azul, na zona rural da cidade, cujo atrativo é uma piscina natural de águas claras. Um dos destaques é a Cachoeira do Rio do Ouro, queda de oito metros com dois poços para banho e acesso pelo km 16 da Estrada Armando Cunha, no Bananal, bairro do setor rural de Peruíbe.

Ruínas do Abarebebê
Tombado pelo Condephaat e pelo IPHAN, esse atrativo a oito quilômetros do Centro abriga as ruínas da Igreja de São Batista, considerada uma das primeiras do Brasil. Nesse sítio arqueológico da segunda metade do século 16 já foram encontradas peças dos séculos 17, 18 e 19.


OUTROS ATRATIVOS

Mirante de Peruíbe

Da Torre de Transmissão de TV o visitante tem vista não só de Peruíbe, mas também do Morro dos Itatins e até da vizinha Itanhaém.

Outro mirante que vale a visita é o da Pedra da Serpente, a poucos metros da entrada para a Prainha, na Serra de Itatins. O local costuma ser procurado para avistamento de OVNIs.

Aquário de Peruíbe

Em uma área de 800 m², no Centro de Peruíbe, o atrativo abriga mais de 80 espécies, que podem ser vistas em 15 tanques de águas salgada e doce.

O visitante conta também com um mini museu dedicado aos tubarões e um tanque de contato, onde é possível tocar ouriços-do-mar, anêmonas e pepinos-do-mar.

Lama Negra

De propriedades medicinais, a Lama Negra de Peruíbe é uma das atrações mais procuradas do destino. O material é encontrado no Rio Preto, há mais de 120 mil anos, em uma jazida de argila de origem vulcânica e rica em enxofre.

O Lamário tem sessões de tratamento de pele e fica na avenida Dr. Mário Covas Júnior, 204, no Centro.

VEJA FOTOS

* Este mini guia foi preparado a partir das experiências do editor do Viagem em Pauta, com informações de apoio dos sites www.peruibe.sp.gov.br / www.peruibe.tur.br / www.peruibe.com.br

3 Comentários

  1. Meu nome é Amélia de Araújo, sou Guia de Turismo na Cidade de Peruíbe e devo salientar que, para adentrar as Áreas de Preservação Ambiental na Cidade de Peruíbe é necessário a contratação de Monitor Ambiental não sendo permitido acampamentos, pic-nic e é determinado um tempo de 2:00hs de permanência nas praias desertas incluindo na Praia do Arpoador pertencente ao Parque Itinguçu. Para a entrada na Barra do Una existe um controle para Turistas de carro, uma observação: a estrada é de terra, com pedras no caminho e em alguns pontos filetes de agua cortam a estrada dificultando a passagem de veículos sem tração. Para adentrar a cidade com veículos (van, ônibus, micro) é necessário a contratação de uma Agência local para fazer a liberação da entrada na cidade e o acompanhamento de Guia de Turismo Cadastur.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*