‘Chaves: A Exposição’ estreia, em São Paulo, com cenários inéditos

Está tudo lá, como você sempre viu na TV: a sala da casa do ‘seu’ Madruga, os churros da dona Florinda e, claro, o inconfundível barril do Chaves.

Mas em ‘Chaves: A Exposição’ tem também aquilo que você sempre imaginou, mas nunca pôde ver.

Para celebrar os 40 anos do Chaves, no Brasil, o MIS Experience, em São Paulo, abriu nesta sexta-feira, 5 de janeiro, essa exposição inédita, considerada a maior mostra dedicada aos seriados ‘Chaves’ e ‘Chapolin’, duas das criações mais populares do humorista mexicano Roberto Gómez Bolaños.

‘Chaves: A exposição’, no MIS Experience (foto: Divulgação)

LEIA TAMBÉM: “Séries e filmes latino-americanos para ver no streaming”

Em um espaço de mais de mil m², o visitante circula por 26 cenários com mais de duas mil peças cedidas pela família de Bolaños, como objetos pessoais, adereços de cena e figurinos de seus dois personagens mais famosos.

“Alguns são autênticos e outros são ‘réplicas autênticas’, pois algumas peças se desfazem na própria produção. Mas foi também um trabalho arqueológico de buscar imagens para complementar a exposição”, disse o diretor geral do MIS Experience, André Sturm, durante a inauguração da mostra.

Para se ter uma ideia do tamanho desse projeto que envolveu quase mil pessoas, durante a pré produção, a exposição levou dois anos para ficar pronta e estava sendo montada, em São Paulo, desde novembro do ano passado.

“É uma jornada pelo mundo do Chaves e do grupo Chespirito. Realmente, vai ser uma volta no tempo”, aposta Felipe Pinheiro, da Boldly Go Entretenimento, um dos realizadores da exposição.

foto: Divulgação


O “filho” do Chaves

Um dos destaques do evento de abertura da exposição, em que o Viagem em Pauta esteve presente, foi o ator e comediante mexicano Roberto Gómez Fernández, filho do Chespirito, como Bolaños era conhecido.

“É um dia muito especial para mim e para toda a família. O que eu vi lá dentro superou as minhas expectativas. Não só pela grandeza de uma exposição de museu, mas por entender a essência da obra do Roberto [pai] e dos personagens”, descreveu Fernández, emocionado.

Mais do que uma bem montada mostra com amplos dados bibliográficos do criador do Chaves e do Chapolin, essa é uma oportunidade de mergulhar, detalhadamente, em cenários recriados, como os dois pátios da vila, o restaurante da Dona Florinda e até a vendinha de sucos de tamarindo do Chaves, estrategicamente, colocada ao lado do exuberante carrinho de sucos do Quico.

foto: Eduardo Vessoni

Outro ponto alto da exposição é a recriação de cenários raros em toda a história do seriado, como o interior da casa da Dona Clotilde, mais conhecida como a Bruxa do 71, com seu caldeirão, seus feitiços e o temido gato Satanás.

Nem Acapulco, que no Brasil virou Guarujá, ficou de fora.

A exposição recria também parte de um dos episódios mais lembrados da série, quando os personagens viajam para aquele balneário mexicano. No MIS Experience, por exemplo, o público vai poder ver uma pequena réplica da piscina do Hotel Acapulco Continental, onde foram gravadas as cenas do episódio de 1977.

Em depoimento exclusivo para o Viagem em Pauta, Fernández falou também sobre a fama internacional do Chaves que, desde de seu lançamento, em 1973, atingiu altos índices de audiência e conquistou fãs em vários países da América Latina.

foto: Eduardo Vessoni

VEJA TAMBÉM: “Como é o voo do Brasil para o Caribe pela Air France”

Só no Brasil, “país onde o Chaves é o mais popular no mundo”, segundo Sturm, o programa foi ao ar de 1984 a 2020, em emissoras como SBT, Cartoon Network, Boomerang e Multishow.

Fernández acredita que, apesar das diferenças de idiomas, mexicanos e brasileiros se parecem muito, daí o grande sucesso de programas como Chaves e Chapolim, no Brasil.

“A vila do Chaves é um microcosmos onde podemos identificar não só em uma vizinhança do México, mas também em algumas favelas aqui no Brasil. É um microcosmos onde tem contrastes. O que meu pai fazia muito bem era identificar a condição humana, que no Brasil é muito parecida com a nossa”, finaliza.

SAIBA MAIS

‘Chaves: A Exposição’

onde: MIS Experience (Rua Cenno Sbrighi, 250 – Água Branca – São Paulo/SP.

quando: a partir de 5 de janeiro de 2024 (ter. a sex. das 10h às 20h; sáb. das 10h às 21h; e dom. e feriados das 10h às 20h).

quanto: terças (grátis, com retirada de ingressos na bilheteria física no dia da visita); quartas a sextas (R$ 40/inteira e R$ 20/ meia); sábados, domingos e feriados (R$ 60/ inteira e R$ 30/meia).

misexperience.org.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*